Buscar
  • Federação Nacional dos Estudantes dos Cursos do Campo de Públicas

Desafio FENEAP no Centro Acadêmico de Administração Pública da UFLA - CenAAP UFLA: Diversidade

*Alanis Pizzol e Jeferson Neri


Durante o dia 29 de maio de 2017, o Centro Acadêmico de Administração Pública (CenAAP) da Universidade Federal de Lavras (UFLA), junto ao PETI-Pública, realizou o evento “POLÍTICAS PÚBLICAS LGBT+: Reconhecer direitos não é MIMIMI, é justiça social”, na UFLA.


O objetivo central para a escolha do tema foi o reconhecimento de que falar de políticas públicas, em especial no panorama atual, nos conduz diretamente ao processo de construção dos mecanismos e acontecimentos políticos da luta por visibilidade e reconhecimento da pauta das minorias, e neste sentido, o movimento LGBT se configura um dos grandes expoentes nessa luta no Brasil e no mundo.


Acreditamos, portanto, que abordar assuntos fundamentais que possam auxiliar na construção de um discurso de igualdade e respeito a vida e ao meio social é um dos principais eixos do CenAAP na gestão APROXIMA, bem como função última de todo cidadão. Para tanto, a dinâmica do evento se configurou em dois momentos. O primeiro com início as 14h com uma roda de conversa conduzida ao debate sobre gênero e o uso do nome social e o segundo com início a 17h direcionada ao debate sobre a efetividade de políticas públicas relacionadas a comunidade LGBT+.


A roda de conversa teve como responsáveis a professora Catarina Dallapicula e o grupo de estudos “Análises do discurso e relações de poder na ciência: gênero, sexualidades e controles dos corpos”. O objetivo principal foi orientar e esclarecer sobre questões acerca do universo LGBT+ e o debate sobre preconceito constante lançado a essa população, citando, também questões sobre machismo e hegemonia do discurso normativo.


A administração pública foi destacada pelos presentes no que tange as políticas afirmativas que vem sendo criadas para a efetividade dos direitos dxs sujeitxs (já garantida na constituição) da comunidade LGBT+, em especial o uso do nome social, visto que no grupo de estudos há sujeitxs trans. O segundo momento do evento foi direcionado a palestra sobre avanços e desafios dos direitos LGBT+ nas políticas públicas brasileiras.


A palestra teve como responsáveis membros da ONG Centro de Luta pela Livre Orientação Sexual de Minas Gerais (Cellos-MG) de Belo Horizonte, muito influente no setor público-social no estado de Minas Gerais. Conduziram o desenvolvimento da palestra Bruno Alves Chaves, assistente social pós-graduando em Direitos Humanos e Cidadania pelo Instituto DH e primeiro secretário da Cellos-MG e Rhany da Silva Mercês,

mulher trans, secretária da Cellos-MG, estagiária em políticas públicas LGBT no projeto Protagonismo LGBT em Belo Horizonte e graduanda do sexto período em Serviços Social na Estácio de Sá.


O intuito da palestra foi mostrar um panorama da história de luta e resistência durantes as últimas décadas do grupo LGBT, evidenciando a visão da mídia, sociedade e do Estado e como esta visão influenciou o desenvolvimento de políticas públicas dessa população. Dessa forma, foi exposto de forma bem didática como essas afirmativas públicas foram e são salutares na elaboração de um pensamento de inclusão dxs sujeitxs nas esferas da saúde, educação, segurança pública etc.


Depois de uma forte campanha para atrair a população da UFLA e do município de Lavras, conseguimos reunir um público de 113 participantes, incluindo professores de escolas públicas, pós-graduados, graduandos, funcionários legislativos, representantes de movimentos sociais, sendo estes sujeitxs e não sujeitxs LGBT.


Por fim, concluímos que o resultado alcançado foi importante para o levantamento de ideias e ajudaram na produção de um conhecimento de diversidade, pessoal e social dentro do curso de Administração Pública e dos demais cursos e entes municipais que conseguimos alcançar, bem como na maior integração da minoria evidenciada na

comunidade universitária e municipal.


* Alanis Pizzol e Jeferson Neri são membros do Centro Acadêmico de Administração Pública (CenAAP) da Universidade Federal de Lavras (UFLA) e compõem a Diretoria de Diversidade.






0 visualização

federação nacional

dos estudantes do

campo de públicas

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

© 2018